15/12/2016

Zagueiro Neto deixa a Colômbia e inicia viagem de volta ao Brasil

Por | - 12:01


Do UOL, em São Paulo 15/12/2016

O zagueiro Neto embarcou nesta quinta-feira (15) rumo ao Brasil e foi o último brasileiro sobrevivente da tragédia aérea com a delegação da Chapecoense a deixar a Colômbia. O voo com o jogador decolou às 13h28 (de Brasília) e tem previsão de chegada a Chapecó às 21h.

Neto deixou a Colômbia em um avião-ambulância, assim como aconteceu com os outros brasileiros sobreviventes do acidente que matou 71 pessoas no último dia 29.

Antes dele, Jackson Follmann, Alan Ruschel e Rafael Henzel retornaram ao país. Alan Ruschel, inclusive, deve receber alta nesta sexta (16).

"Ele está com um pouco de medo de voar, é normal. Mas a gente vai tranquilizar durante todo o voo", disse o cardiologista Francisco Souto, chefe médico da aeronave.

Já o médico Edson Stakonski explicou a situação clínica do zagueiro. "Exames mostraram que o Neto está muito bem, a tomografia não mostrou nenhum pneumotórax, o exame de sangue não mostrou sinal de infecção. Clinicamente está muito bem. Terminando a parte de antibiótico em Chapecó e evoluindo bem, ele poderá ir para casa", disse.

Os médicos que atenderam Neto no hospital San Vicente Ferney Rodríguez Tobón admitiram que o jogador surpreendeu na recuperação e retornará ao Brasil antes do que esperado.

Neto ficará internado na Unimed de Chapecó. A equipe do hospital já tem estrutura toda montada para a chegada do jogador, conforme informou a médica Carolina Ponze em entrevista coletiva nesta quinta (15).

"A chegada do Neto será nos mesmos moldes do Alan e do Rafael. Sabemos das lesões que ele tem e estamos preparados para recebe-lo. Tivemos acesso aos relatórios e o Neto vem com o médico Edson Stakonski, que certamente continuará acompanhando Neto aqui. Precisamos avaliá-lo, entender mais as condições dele. A preparação é essa e estamos prontos para recebe-lo", completou a médica.

A tripulante Ximena Suarez ainda está recebendo cuidados na Clínica Somer, na Colômbia, e deve voltar à Bolívia nesta sexta (16).

COLUNISTAS