03/02/2017

Situação de emergência de cidades alagadas no Acre ainda não foi reconhecida

Por | - 09:29
Da redação Ac24horas

RIO BRANCO –

O MINISTRO DA INTEGRAÇÃO HÉLDER BARBALHO DESEMBARCA NO ACRE POR VOLTA DAS 10H30, NA CIDADE DE CRUZEIRO DO SUL, MAS SEGUNDO A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS MUNICÍPIOS (CNM) A SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA DECRETADA PELOS PREFEITOS ILDERLEI CORDEIRO E MARILETE VITORINO AINDA NÃO FORAM RECONHECIDAS.


O DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO (DOU) DESTA SEXTA-FEIRA, 3 DE FEVEREIRO, TROUXE A PUBLICAÇÃO DE DUAS PORTARIAS QUE RECONHECEM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM 15 MUNICÍPIOS DISTRIBUÍDOS PELAS CINCO REGIÕES DO PAÍS. AS PORTARIAS SÃO DA SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL, ÓRGÃO DO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL.

A PRIMEIRA, DE NÚMERO 11/2017, RECONHECE SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM SEIS MUNICÍPIOS, ALÉM DA CIDADE DE BRASÍLIA (DF). A CAPITAL FEDERAL SOFRE HÁ MESES PROBLEMAS DE ABASTECIMENTO HÍDRICO. OS MORADORES TANTO DA ÁREA CENTRAL QUANTO DAS CIDADES SATÉLITES TÊM PASSADO POR RACIONAMENTO DE ÁGUA SEMANAL, ONDE O FORNECIMENTO FEITO PELA COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL (CAESB) É DIMINUÍDO OU ATÉ MESMO PARALISADO. É A PRIMEIRA VEZ QUE O DISTRITO FEDERAL (DF) PASSA POR ESTA SITUAÇÃO.



A ESTIAGEM TAMBÉM CASTIGA OS MUNICÍPIOS BAIANOS DE ANTAS E CURAÇÁ. AS OUTRAS TRÊS CIDADES CITADAS NA PUBLICAÇÃO PASSAM POR PROBLEMAS TOTALMENTE DIFERENTES, COMO INUNDAÇÕES, CHUVAS INTENSAS E VENDAVAL.

A OUTRA PORTARIA DA DEFESA CIVIL, 12/2017, RECONHECE SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM OITO MUNICÍPIOS, SENDO CINCO DELES EM SANTA CATARINA (SC). ESSES MUNICÍPIOS DO ESTADO PASSAM POR PROBLEMAS RELACIONADOS A FORTES CHUVAS, COMO ENXURRADAS, ALAGAMENTOS E DESLIZAMENTOS. ENXURRADAS TAMBÉM ATINGEM CONSELHEIRO MAIRINCK (PR). JÁ BAIXA GRANDE E PALMAS DE MONTE ALTO, AMBOS NA BAHIA, APARECEM NA PUBLICAÇÃO POR CONTA DA SECA.

COLUNISTAS