Em menos de seis meses, nove acidentes e quatro mortes foram registrados em avenida da capital - Alerta Acre

Alerta Acre

O seu Portal de Notícias

Ultimas

terça-feira, 27 de junho de 2017

Em menos de seis meses, nove acidentes e quatro mortes foram registrados em avenida da capital


Em menos de seis meses, foram registrados nove acidentes de trânsito e quatro mortes na Avenida Amadeo Barbosa e Rua Presidente Médici, em Rio Branco. Os dados do Boletim de Acidente de Trânsito (BAT) foram divulgados ao G1 pelo Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC) nesta segunda-feira (26).


Conforme o relatório, foram feitos levantamentos das ocorrências de acidentes com e sem vítimas e de acidentes com vítimas fatais no período de 2015 a 2017 nos meses de janeiro a junho. Como junho ainda não acabou, foram divulgados dados coletados até o domingo (25).

O Detran ressaltou que a Avenida Amadeo Barbosa começa na Quarta Ponte e vai até o estacionamento do estádio Arena da Floresta, mas que os dados levantados dos acidentes incluem os ocorridos na Rua Presidente Médici, que é considerada pela população como parte da Amadeo Barbosa.

Em 2015 foram registrados, de acordo com o levantamento, 35 acidentes de janeiro a junho, sendo que um deles foi com vítima fatal, onde dois jovens morreram ao perder o controle de uma motocicleta que havia sido roubada. Em 2016, foram 26 acidentes e não houve vítimas fatais.

De janeiro a junho deste ano, o Detran registrou nove acidentes até o último domingo (25), sendo que desses, três foram com vítimas fatais. Ao todo, foram dois atropelamentos e duas mortes por acidente.

O caso mais recente foi o de dois jovens que morreram após um acidente envolvendo duas motocicletas na madrugada de domingo (25).

Conforme informações repassadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), três homens estavam nas motocicletas, um deles morreu no local e estava sem identificação. Ele teve afundamento de crânio na região frontal.

A outra vítima, identificada como David Wendersson Brandão, de 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu quando recebia atendimento dentro da viatura. O terceiro ficou gravemente ferida e foi levado ao hospital.

(Com informações de G1 AC)

Post Bottom Ad