28/06/2017

Universitária reaproveita tonéis e cria objetos artesanais decorativos em Rio Branco

Ela conta que a reutilização tem também o papel de preservar o meio ambiente, uma vez que o material normalmente é descartado.

Por | - 14:46

Estudante Loraynne Soster, de 21 anos, diz que ideia surgiu após decorar o quarto (Foto: Marcilio Prado/Divulgação)

Depois de buscar ideias para decorar o próprio quarto, a estudante de engenharia civil Loraynne Soster, de 21 anos, encontrou no reaproveitamento de tonéis uma oportunidade de negócio em Rio Branco. Ela conta que a reutilização tem também o papel de preservar o meio ambiente, uma vez que o material normalmente é descartado.

“Várias pessoas começaram a me perguntar onde eu tinha feito [a decoração], mostrando interesse em comprar. Conversei com meu pai e, com o apoio dele, comecei. O destino de muitos desses tonéis seria o lixo, rios ou igarapés. Ficando expostos em local inadequado, em pouco tempo, enferrujam, furam e deixam de ser úteis”, complementa.

Loraynne diz que compra os tambores e o primeiro processo é a lavagem. Eles ficam de molho com um produto químico que retira os resíduos. Em seguida, segue a parte de recuperação, que consiste na contratação de um especialista para a pintura, já que é preciso o uso de tinta automotiva.

“É necessário um bom acabamento para manter a qualidade do serviço e a resistência. Após esse processo, aguardo a escolha do cliente, sobre qual a cor e letreiro, para terminar o serviço. Acredito que a procura está boa para quem está no começo”, ressalta.

Tonel decorativo tem preço inicial de R$ 300, diz estudante (Foto: Marcilio Prado/Divulgação)

Os preços variam de acordo com a encomenda – modelo e tamanho do tonel ou ainda acessórios. No entanto, o valor inicial é R$ 300. A estudante lembra que um dos atrativos da matéria-prima é justamente a versatilidade. As encomendas são feitas por telefone e pelo perfil da jovem no Facebook.

“É um produto com várias utilidades. Pode ser usado para guardar objetos, pois tenho com a tampa removível, como mesa de centro ou em bares, apoio de balcões com vidro ou tampão de madeira. Eu tento aplicar todas as ideias possíveis”, finaliza.

(Com informações de G1 AC)

COLUNISTAS